FANDOM


Main Page


Cartrefaw tinha duas culturas originais, os Dhaoine e os Dwergaz, mas com as eras e os eventos que mudaram o mundo, como o Cataclisma, várias culturas diferentes trouxeram uma gama de idiomas. Com os anos, alguns idiomas se mesclaram em novos, e outros se perderam, muitas vezes com seu próprio povo. A seguir, os principais idiomas atuais.

Élfico

Chamado de Guthaigh pelos elfos, é uma língua ancestral cujo alfabeto é compartilhado com o rúnico, embora em uma ortografia diferenciada. O Élfico é um idioma complexo, com diversas palavras para o mesmo significado e variações verbais para inúmeras ocasiões. O longo aprendizado é um processo que leva décadas e é uma tradição élfica em Zephyr que os jovens sejam considerados adultos apenas após a conclusão dos estudos de sua língua.

O élfico fora do continente de Zephyr é mais simples, sendo chamado de Baixo Élfico. Essa diferenciação torna-se cada vez mais evidente entre os Banudhaoine, elfos menores, como são chamados os elfos que nasceram fora dos clãs de Zephyr.

Nota de Design: o élfico usa o Irlandês/Galês como base.

Rúnico

Chamado de Golosogh pelos anões, é uma língua paralela ao élfico, mas que adotou diversas características ao longo dos séculos. A escrita rúnica é derivada da élfica e muitas palavras, em geral as que se referem a coisas da superfície, são emprestadas do élfico mas transcritas de acordo com a fonética e sotaque dos anões.

O aprendizado do idioma rúnico tem duração moderada, embora seja muito comum que comerciantes anões aprendam outros idiomas da superfície e espalhem-no entre seus familiares.

O alfabeto rúnico possui formas geométricas e é um costume encontra-lo adornando construções e estruturas de origem anã, muito embora ao se traduzir as inscrições descubra-se que não passam de infinitas repetições do nome dos construtores. Entre os humanos, a inscrição rúnica é um detalhe que aumenta o valor e apreciação de qualquer produto.

Nota de Design: o rúnico usa o Russo como base.

Goidélico

Língua-mãe dos humanos originada em Goidelc, era compatível com os ancestrais dos Meerik, que passaram a adotá-la como língua oficial após o fim do Cataclisma. Por se tratar de um idioma simples e de rápido aprendizado, o goidélico se expande a cada ano e é uma das línguas mais faladas em Cartrefaw, embora seu histórico cultural a impeça de se tornar o idioma oficial do planeta.

Nota de Design: o goidélico usa o Inglês como base.

Nihongo

Idioma dos humanos Nihonjin, o nihongo é uma língua totalmente diferente do goidélico, comprovando a falta de correlação entre as duas subespécies humanas. Uma língua de moderado aprendizado, é tida como tesouro tradicional e dificilmente ensinada a forasteiros.

Nota de Design: o nihongo usa o Japonês como base.

Dilinin

No mundo natal dos Aelun, dos Uminos e dos devas Indaar, um único idioma era compartilhado entre as civilizações. Possuindo um nível alto de dificuldade de aprendizado e um alfabeto representado através de numerais, é pouco comum que outras raças o aprendam, sendo mais usado para assuntos exclusivos entre oficiais aelun.

Devido a sua complexidade, raridade e também por ser o idioma dos Uminos, o Dilinin foi tomado como idioma oficial da Magia.

Nota de Design: o dilinin usa o Árabe/Turco como base.

Sibilante

Língua dos squamae, embora existente em inúmeros dialetos diferentes. O Sibilante não possui alfabeto escrito e dificilmente é possível reproduzir os sons adequados, tornando este idioma exclusivo da raça dos Squamae.

Nota de Design: o sibilante usa o Bengali como base.

Aquan

Conhecido como Uisthaigh entre os elfos azuros, essa variante do élfico só pode ser pronunciada quando embaixo d'água e pelas cordas vocais especiais dos elfos azuros. O idioma também costuma ser aprendido pelos squamae selakon, por terem o costume de criar aldeias submersas e interagir com comunidades de azuros. O Aquan compartilha o alfabeto élfico, embora suas palavras expressem a fonética aquática.

Nota de Design: o aquan usa o Galês como base.

Caraibe

Uma parcela de humanos não veio à Cartrefaw entre os Áuricos, mas em comunidades costeiras que se assentaram em Eurinys. Após o Cataclisma, esse idioma passou a ser adotado por várias raças da região, inclusive Boghlings.

Nota de Design: o caraibe usa o Françês como base.

Dracônico

O antigo idioma dos Dragões, proibido depois durante a Era Dourada pelos elfos. Este idioma era composto de palavras longas e de forte sonoridade, mas que tomou a escrita rúnica como alfabeto base. Estranhamente, alguns Devas, especificamente os Tauriz, possuem um idioma nativo compatível chamado Shshund, mas que utiliza a escrita Dilinin como alfabeto.

Nota de Design: o dracônico usa o Armênio como base.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória